Menopausa – Dicas para essa fase da vida

Saiba como lidar com a fase mais sensível na vida de uma mulher e como estar convivendo com os sintomas da menopausa de maneira tranquila e sem estresse.

Portanto me acompanhe e entenda como fazer isso.

Sendo uma condição natural do organismo feminino, a menopausa surge mais cedo ou mais tarde na vida da mulher.

Em alguns casos os sintomas surgem com tanta intensidade que a mulher necessita até mesmo procurar um tratamento para acompanhar sua situação.

Essa é uma condição que está dentro da normalidade do corpo feminino, a menopausa existe para marcar o fim do período reprodutivo da mulher e deve ser encarado com naturalidade.

Existem diversos tipos de terapias e alternativas que visam amenizar os sintomas e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida da mulher que passa por essa fase.

O que é a menopausa?

Como dito anteriormente, a menopausa é um momento que marca o fim da fase reprodutiva da mulher.

Se dá também com o encerramento de todo o ciclo menstruais e, também da ovulação.

Portanto, é onde marca a falência total dos óvulos. Salientando que não existe ‘’estágios’’ para a menopausa.

Ela simplesmente é diagnosticada com depois da mulher cerca de 12 meses sem menstruar.

Isso acontece normalmente acontece entre os 40 e 50 anos, digamos que na meia idade.

A fase de transição é chamada por climatério, que antecede a menopausa. Nesse período o organismo deixa de produzir os hormônios progesterona e estrogênio de maneira lenta e gradativa.

Sintomas da menopausa

Os sintomas da menopausa podem surgir muito antes da última menstruação.

Nos meses ou anos que antecedem a menopausa (perimenopausa), a mulher pode estar apresentando os seguintes sinais e sintomas:

  • Ciclos menstruais irregulares; em alguns casos, as mulheres têm ciclos irregulares e o espaçamento entre cada intervalo fica cada vez maior;
  • Secura vaginal: pode atrapalhar muito na vida sexual, é causada pela flutuação hormonal que ocorre nessa época.
  • Sudorese e onda de calor podem afetar muito as mulheres com o sintoma da menopausa. Conhecido popularmente como ‘’calorão’’ e incomoda muito principalmente na hora de dormir.
  • Insônia e alteração de humor podem atingir as mulheres na menopausa, deixando-as mais irritadas e intolerantes.
  • Ganho de peso pode vir junto também, devido ao metabolismo que pode ficar retardado e que contribui para a perda muscular, sono inadequado e resistência a insulina.
  • Queda de cabelo e pele seca é muito comum nessa fase, também devido a alteração hormonal.
  • Perda ou diminuição da libido. Não é regra, mas, o apetite sexual da mulher pode diminuir consideravelmente.
  • Mal-estar e fadiga também é uma condição comum durante a menopausa. No entanto, se a fadiga for demais é importante relatar ao médico, pois pode evoluir para uma depressão.

Como saber se estou na fase da menopausa?

Se você já é quarentona é importante ficar de olho, pois você pode estar próxima de encarar a menopausa, portanto fique de olho para ver se você já está com alguns sintomas citados anteriormente.

Neste caso é importante procurar um ginecologista, para que o mesmo possa dar uma avaliação.

Os sinais e sintomas variam de mulher para mulher e a idade pode variar muito, normalmente é na meia idade mas pode vir antes ou depois.

O diagnóstico da menopausa é normalmente clinico, mas é possível ter uma base com os sintomas mencionados acima.

No entanto, é importante que a mulher passe em um médico para alguns exames, para ver se a amenorreia não é causada por outra coisa.

Mulheres que já passaram por histerectomia (retirada do útero) por algumas vezes necessitam confirmar clinicamente a menopausa.

Como conviver com a menopausa

Na fase da menopausa a qualidade de vida da mulher se reduz muito e por esse motivo é que se deve ter uma atenção especial nesse momento.

É importante saber lidar com os efeitos negativos que a deficiência hormonal para que os mesmos sejam reduzidos.

Mudar alguns hábitos e adicionar hábitos bons a sua saúde, podem fazer uma diferença bem grande na hora de amenizar os efeitos que a menopausa pode trazer.

Portanto, acrescentar uma dose de atividades físicas, com uma boa alimentação, coisas como controle de peso, e qualidade de vida podem ficar balanceados.

Reposição hormonal pode ser uma outra opção para que os sintomas sejam amenizados, alguns deles são: estrogênio vaginal, antidepressivos, clonidina, suplementação de cálcio e vitamina D. entre outras terapias que pode ser adicionadas ao dia-a-dia de modo que alivie essa fase complicada.

Terapia de reposição hormonal

Essa reposição hormonal pode ser feita com estrógeno ou a combinação de estrógeno com progesterona.

É ideal que essa reposição ocorra durante os 50 e 59 anos e no máximo até 7 anos depois de surgirem os primeiros sintomas, tornando o tratamento seguro.

Aplicação de estrogênio

É utilizado para tratar a secura vaginal, usando em creme na área da vagina.

A aplicação de estrogênio pode ser eficaz para quem quer manter uma vida sexual ativa.

Medicamentos não hormonais

São mais indicados para as mulheres que não podem recorrer a nenhuma terapia hormonal ou simplesmente não querem.

Normalmente acontece o tratamento em áreas especificas para combater as ondas de calor por exemplo.

Contudo, pode acontecer de a menopausa acontecer em mulheres antes mesmo dos 40, essa é chamada de menopausa precoce, que pode ocorrer devido a alguns fatores relacionados a doença ou deficiência hormonal.

Neste post o intuito é somente para informar os sintomas e como alivia-los, mas lembre-se que nada substitui a consulta em um médico ginecologista.

Por fim, cuide-se nessa fase da vida para viver com qualidade assim que os sintomas todos passarem.

(Visited 164 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *